Dia do Cirurgião-Dentista será marcado por protesto nacional da categoria

Profissionais sairão às ruas em todo o Brasil para se manifestar contra os planos de saúde odontológicos

Nesta sexta-feira (25), data em se celebra o Dia do Cirurgião-Dentista, profissionais de todo o país realizarão manifestações contra a os abusos e ilegalidades dos planos de saúde odontológicos. Em Curitiba será realizada uma concentração na Boca Maldita, entre 11h e 13 horas. Faixas irão alertar a população e serão distribuídos folhetos com informações sobre o protesto. Esta será a 5.ª paralisação nacional da categoria.

Dra. Sibele Pereira de Oliveira, presidente da Comissão de Convênios e Credenciamentos do Conselho Regional de Odontologia do Paraná (CRO/PR), afirma que a intenção é mostrar à população que existe um descontentamento generalizado dos cirurgiões-dentistas com a maioria dos convênios odontológicos que prestam serviços no estado.

Segundo a presidente, muitos colegas comentam que a insatisfação é grande. “Isso se dá não só com reajuste de tabela que não acontece há anos, mas também com as glosas que são indiscriminadas, não têm uma causa correta”, diz. Ela destaca o fato de muitas empresas contratarem convênios odontológicos para seus funcionários e não se atentarem quanto aos problemas internos nas operadoras. “Isso pode afetar o atendimento desses colaboradores”, relata.

Dra. Sibele ressalta que muitos novos profissionais entram para os convênios para obter um giro maior de pacientes e montar uma clientela, antes de investir em um consultório. Ela acrescenta que o Conselho tem brigado pela categoria. “O CRO/PR faz o que está ao seu alcance, inclusive tem participado, na Assembleia Legislativa, da CPI instalada para verificar a questão dos planos de saúde”, comenta.

A presidente orienta que antes da assinatura de um contrato com um convênio odontológico, o cirurgião-dentista deve procurar a assessoria jurídica do CRO/PR em caso de dúvidas. “Isso pode evitar transtornos futuros”, diz Dra. Sibele. Caso o profissional já esteja vinculado a algum convênio e pretenda se descredenciar, a orientação também é pela procura à assessoria jurídica.

Em nível nacional, a manifestação é coordenada pela Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC), da qual o Conselho Federal de Odontologia (CFO) faz parte. O CFO critica a baixa tabela de procedimentos, com valores que não cobrem os custos operacionais realizados nos tratamentos odontológicos. Segundo o CFO a realidade da profissão reflete inclusive no excesso de glosas, que se trata de toda cobrança efetuada que não coincide com os acordos e regras firmadas entre o serviço contratado e a empresa contratante.

O Conselho Federal de Odontologia ressalta ainda que o valor justo reivindicado pela categoria beneficiará diretamente os mais de 18 milhões de usuários de planos odontológicos em todo o Brasil, pois o cirurgião-dentista poderá oferecer melhor qualidade no serviço prestado. O objetivo principal do movimento deste dia 25 é sensibilizar a classe odontológica e a sociedade brasileira sobre a grave situação do mercado de planos odontológicos.

Caso a população tenha algum problema com os planos odontológicos, as reclamações devem ser feitas à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) pelo telefone 0800 701 9656.

Voltar

Lista de Notícias

Confira a lista completa de notícias

Notícias sobre o que acontece, novidades e muito mais.