Entidades Odontológicas repudiam a iniciativa da Governadora Cida Borghetti em desfavor da Odontologia.

Consideramos que não houve, por parte da Governadora, preocupação com a abertura de diálogo com as entidades para entender o teor da Lei 19.429/2018, que está baseada na Defesa do Consumidor, pois os valores de remuneração das operadoras não cobrem os custos mínimos de material e biossegurança, o que é ainda mais incompatível com a alta complexidade exigida nos procedimentos odontológicos.

Faz-se necessário entender que as operadoras não tem valores referenciais e se baseiam exclusivamente no excesso de profissionais no mercado de trabalho e menor preço, o que, via de regra, não garante o atendimento digno de uma das melhores Odontologias do mundo e que o lucro das operadoras cresce na mesma proporção da desvalorização do Cirurgião-Dentista.

Assim, repudiamos veementemente o ato administrativo unilateral da Governadora Maria Aparecida Borghetti e a ausência de critérios das operadoras para garantir o mínimo de qualidade nos atendimentos Odontológicos.

Conclamamos os Colegas que não se sujeitem aos planos Odontológicos que não atendam as condições mínimas de dignidade e valorização do Cirurgião-Dentista e de nossos pacientes.

Esta é uma nota conjunta da ABO-PR, do CRO-PR e do SOEPAR.

Veja a Nota de Repúdio na íntegra: https://bit.ly/2PMPV7X

Voltar

Lista de Notícias

Confira a lista completa de notícias

Notícias sobre o que acontece, novidades e muito mais.