Governo do estado inaugura novas instalações da unidade do programa Farmácia do Paraná

O endereço agora é avenida Marechal Floriano, número 250, no centro da capital. O atendimento ao público cadastrado nas novas instalações é a partir desta quinta-feira (5), das 8h às 17 horas.

O governador Beto Richa entregou nesta quarta-feira (4) as novas instalações da unidade de Curitiba do programa Farmácia do Paraná. A unidade atende a 23.800 usuários cadastrados no programa, dos 29 municípios da 2.ª Regional de Saúde. Com as novas instalações, a unidade passar a ser uma das maiores farmácias públicas do país.

O endereço agora é avenida Marechal Floriano, número 250, no centro da capital. O atendimento ao público cadastrado nas novas instalações é a partir desta quinta-feira (5), das 8h às 17 horas.

O governo estadual investiu R$ 4,2 milhões na reforma do novo prédio, além de R$ 192 mil na estruturação da rede de frio e R$ 284 mil na aquisição de mobiliário e equipamentos. A unidade também é totalmente equipada com câmeras de segurança.

Nas unidades da Farmácia do Paraná são distribuídos medicamentos especializados para cerca de 80 doenças, entre elas alzheimer, parkinson, esclerose múltipla e hepatite. O atendimento é feito tanto para pacientes do SUS como da iniciativa privada e da rede conveniada. Em todo o Estado são 156.517.

“Enquanto vemos, com tristeza, o programa de Farmácias Populares do governo federal ser desarticulado, sem receber os investimentos necessários, no Paraná ampliamos os investimentos nesta área”, afirmou Richa.

Ele ressaltou a ampliação dos investimentos do Governo do Estado na área da saúde e a valorização das equipes que atuam no setor. O orçamento estadual para 2016 prevê aplicação de R$ 4,5 bilhões em saúde, o que representa 12,5% do orçamento – mais que o exigido por lei, que é de 12%.

“Estamos cumprindo com a nossa obrigação em relação à saúde pública do Paraná, que nós desejamos que seja mais ágil, de melhor qualidade e que ofereça um atendimento cada vez mais humano à nossa população”, reiterou o governador.

MAIS AGILIDADE – O secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, explicou que a antiga unidade de Curitiba já não tinha mais capacidade para atender os cerca de mil pacientes que, diariamente, dependem dos serviços da Farmácia do Paraná. “Com as novas instalações, sendo uma das maiores farmácias públicas do País, é possível atender com mais agilidade e acessibilidade a todas as pessoas que utilizam este serviço na 2a Regional de Saúde”, explicou Michele.

O novo prédio da unidade de Curitiba tem três andares para a Farmácia, que ocupa 1.605 metros quadrados.. Há 24 guichês para atendimento ao público e cinco consultórios para atendimento individualizado. Antigamente, o atendimento era feito em uma setor da regional de saúde com apenas dez guichês.

A unidade conta com 66 servidores, entre farmacêuticos, médicos auditores, administradores, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais, auxiliares e técnicos administrativos.

REESTRUTURAÇÃO – Desde 2011, o governo estadual reestrutura as unidades do programa Farmácia do Paraná nas 22 Regionais de Saúde para atuarem como sistema de apoio às Redes de Atenção à Saúde.

Onze Farmácias do Paraná foram inauguradas nos últimos cinco anos – Guarapuava, Pato Branco, União da Vitória, Cascavel, Apucarana, Telêmaco Borba, Toledo, Londrina e Jacarezinho, Cianorte e Ivaiporã.

Hoje, o número de 156.517 usuários que recebem medicamentos pelo programa representa um aumento de 73% em relação a 2010 – com 90.248 cadastrados. Além disso, o governo estadual também destina recursos para o Consórcio Paraná Saúde, que adquire medicamentos básicos para 394 municípios do Estado.

O objetivo principal é oferecer à população serviços farmacêuticos qualificados e eficientes, contribuindo para o acesso e o uso racional dos medicamentos.

“O Programa Farmácia do Paraná conta com medicamentos padronizados, que geralmente têm um alto custo financeiro. Para o paciente ter acesso, é necessário que ele cumpra os critérios dos protocolos do Ministério da Saúde” explicou a chefe do Departamento de Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde, Deise Pontarolli. Os documentos são analisados por médicos auditores e, a partir do momento em que ele é cadastrado na Farmácia, pode retirar mensalmente seu remédio.

CUIDADO FARMACÊUTICO – Os avanços conquistados pelo programa Farmácia do Paraná foram determinantes para que a Secretaria Estadual da Saúde fosse convidada pelo Ministério da Saúde para desenvolver um piloto do projeto de Cuidado Farmacêutico no atendimento a pacientes que recebem medicamentos de uso contínuo e alto custo (Componente Especializado da Assistência Farmacêutica – CEAF)

O serviço, que é oferecido na 2ª Regional de Saúde, permite que o paciente tenha acesso a todas as informações necessárias sobre a armazenagem, conservação e administração dos medicamentos, possibilitando uma maior segurança e eficácia do tratamento. Nesta consulta, o profissional farmacêutico tira dúvidas do paciente e alerta sobre os possíveis efeitos colaterais do produto entregue.

CENTRAL DE ATENDIMENTO – Outro serviço em fase de implantação é a Central de Atendimento ao Usuário da Farmácia da 2ª Regional, um núcleo que utilizará outras ferramentas de contato com os usuários cadastrados, como e-mail, sms, whatsapp e redes sociais.

“Com estes serviços, poderemos dar um retorno ainda melhor às pessoas que buscam informações. São avanços importantes que visam dar à população um acesso seguro aos medicamentos e orientar ocelepar paciente e sua família sobre o uso dos mesmos”, ressaltou o secretário Michele Caputo Neto.

Além disso, será implantado, nos próximos meses, o serviço de entrega em domicílio a pacientes com dificuldade de acesso e que utilizam determinados grupos de medicamentos.

  • Fonte: Assessoria de Imprensa

Voltar

Lista de Notícias

Confira a lista completa de notícias

Notícias sobre o que acontece, novidades e muito mais.