Projeto aproxima população e estudantes de Odontologia via SUS

Gilberto Pucca reúne diretores de faculdades de Odontologia de todo o país durante 33.º CIOSP

No próximo dia 23, durante o 33.º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP), o coordenador nacional de Saúde Bucal, Gilberto Pucca, vai reunir diretores de faculdades de Odontologia de todo o país na sede da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD) para apresentar o GraduaCEO, área do programa Brasil Sorridente voltada para a formação universitária.

Trata-se de uma série de ações e serviços de saúde bucal a serem oferecidos à população pelas instituições de ensino superior. Essa iniciativa visa inserir na rede pública de saúde as clínicas odontológicas das universidades, a fim de incentivar a realização de procedimentos odontológicos pelo SUS.

Na opinião de Pucca, a iniciativa é fundamental do ponto de vista da saúde bucal dos brasileiros e muito importante, também, na formação profissional dos futuros cirurgiões-dentistas. “Por meio das atividades de cada instituição de ensino, as pessoas poderão contar com prevenção, atenção básica, atenção secundária, e reabilitação oral. Enquanto as faculdades entram com mão de obra, instrumentais e insumos utilizados nos atendimentos, o Ministério da Saúde vai fazer doações de cadeiras odontológicas e repassar em média R$80 mil mensais para cada entidade que aderir ao GraduaCEO.

O coordenador detalha ainda mais a questão dos repasses: “As clínicas serão classificadas de acordo com o número de procedimentos realizados. As de padrão I vão realizar no mínimo 900 procedimentos odontológicos por mês e receberão R$ 25,2 mil mensais para custeio. As de padrão II terão capacidade de fazer no mínimo 1.700 procedimentos odontológicos nesse período e contarão com recursos de R$ 50,4 mil mensais. Nas de padrão III, o mínimo mensal é de 2.700 procedimentos odontológicos, com recebimento de R$ 75,6 mil de custeio. Por fim, as de padrão IV devem realizar pelo menos 4.100 procedimentos odontológicos por mês e terão um repasse de R$ 103,3. Com isso, aumentamos a oferta de serviços de saúde bucal no SUS e contribuímos para formação em Odontologia, formando profissionais habilitados para responder às necessidades epidemiológicas da população e à operacionalização do SUS. Até o final de 2015, o governo federal terá investido quase R$30 milhões no GraduaCEO”.

  • Fonte: Assessoria de Imprensa

Voltar

Lista de Notícias

Confira a lista completa de notícias

Notícias sobre o que acontece, novidades e muito mais.