Teste gratuito em Curitiba faz detecção do vírus da Aids

A ação será na Praça Rui Barbosa, das 9h às 16h30 nesta terça-feira (1.º). No espaço também haverá distribuição de materiais educativos e preservativos.

No Dia Mundial de Luta Contra a Aids, a Secretaria Estadual da Saúde oferece testes rápidos para detecção do vírus HIV por meio de fluído oral (saliva).

A ação será na Praça Rui Barbosa, em Curitiba, das 9h às 16h30 nesta terça-feira (1.º). No espaço também haverá distribuição de materiais educativos e preservativos.

“Quanto antes o diagnóstico for feito e o tratamento iniciado, menores serão os danos causados pelo vírus HIV no sistema imunológico. Por isso, recomendamos que nunca deixem de usar o preservativo e que o teste seja feito sempre que a pessoa passar por alguma situação de risco ”, diz o chefe da Divisão de DST, HIV, Aids, Hepatites Virais e Tuberculose, Francisco Carlos dos Santos.

COMO FAZER – Para o teste rápido, é necessário estar sem comer, beber, fumar, escovar os dentes ou praticar qualquer atividade que possa deixar resíduos orais nos 30 minutos que antecedem a realização do procedimento. Se estiver utilizando alguma maquiagem na região da boca, como batom, ela deve ser totalmente retirada.

Com a mesma qualidade de outros testes, o resultado sai em até 20 minutos. As pessoas diagnosticadas com a doença são orientadas a procurar imediatamente uma Unidade de Saúde da região. Todo tratamento é feito gratuitamente pelo sistema público de saúde.

É importante lembrar que se o teste foi feito durante o período de janela imunológica (tempo entre a infecção pelo vírus e a produção de anticorpos anti-HIV), há a possibilidade de apresentar um falso negativo. Caso a pessoa tenha se exposto a algum comportamento de risco, é necessário repetir o procedimento depois de 30, 60 e 90 dias.

NÚMEROS – O primeiro diagnóstico de Aids/HIV no Paraná foi feito em 1984. Desde então, até novembro deste ano, foram registrados 44.460 casos no Estado. “Nossa grande preocupação é a faixa etária em que mais diagnosticamos casos novos de HIV no Estado, entre 20 e 29 anos, comprovando a grande frequencia de comportamentos de risco entre os jovens”, comenta Francisco dos Santos.

Neste ano, até o início de novembro, já foram diagnosticados 2.603 casos de Aids e HIV no Paraná. Atualmente, 17.400 pacientes realizam tratamento com medicamentos antirretrovirais no estado.

Quem não puder comparecer na ação desta terça-feira (1.º), pode realizar o teste rápido no Centro de Orientação e Acompanhamento, em Curitiba (Rua do Rosário, 144 – Centro). Nos outros municípios do Paraná, o teste pode ser feito gratuitamente em qualquer Unidade de Saúde.

  • Fonte: Assessoria de Imprensa

Voltar

Lista de Notícias

Confira a lista completa de notícias

Notícias sobre o que acontece, novidades e muito mais.