Reunião entre prefeitura e Sismuc para debater expansão da ESF foi adiada

Novo encontro deverá ser realizado na manhã de sexta-feira (3). Categoria não aceita corte nas gratificações

A proposta da prefeitura de Curitiba em relação ao fatiamento da incorporação das gratificações do programa Estratégia Saúde da Família (ESF) deverá ser discutida em reunião remarcada para a manhã desta sexta-feira (3). O encontro entre a administração e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) seria realizado no último dia 26, mas foi adiado. A remarcação ocorreu sob a justificativa da prefeitura de que ainda é necessário levantar os dados para a discussão. 

De acordo com a coordenadora do Sismuc, Irene Rodrigues, a expectativa é de que a prefeitura apresente uma nova proposta para a ESF, sem o corte nas gratificações e direitos dos trabalhadores, que incluem cirurgiões-dentistas, técnicos de saúde bucal (TSB) e auxiliares de saúde bucal (ASB). 

“Tivemos acesso ao decreto em que a prefeitura pretende reavaliar a gratificação de 130 chefias da saúde. Como fez o estudo para isso, com certeza já deve ter um parâmetro para o conjunto dos servidores”, diz Irene.

Caso não haja solução para os problemas apresentados os servidores da saúde podem deflagrar greve. Os rumos do movimento devem ser definidos em assembleia da categoria agendada para o dia 13 de outubro. 

  • Fonte: Assessoria de Imprensa

Voltar

Lista de Notícias

Confira a lista completa de notícias

Notícias sobre o que acontece, novidades e muito mais.